Arquivo de etiquetas: FLUP

alumni universidade do porto

Programa de Estudos Universitários para Seniores disponível na U.Porto

O Programa de Estudos Universitários para Seniores da Universidade do Porto (PEUS) existe, desde 2006, enquadrado na oferta de Formação Contínua da Universidade do Porto para pessoas a partir dos 55 anos.

Como o acesso à Formação Contínua na Universidade do Porto sofreu ajustamentos, o PEUS pode ser hoje também frequentado por seniores com bacharelato ou que façam prova, mediante entrevista, que detêm um nível de literacia compatível com os requisitos necessários à participação no programa.

O plano de estudos do PEUS contempla dois anos curriculares com disciplinas de vários domínios do saber e um terceiro ano que se destina à redação de uma monografia sobre um tema que possa ter sido abordado ao longo dos dois primeiros anos do programa ou que tenha sido suscitado pela frequência dos mesmos.

Saiba mais em http://alumni.up.pt > Prossiga os estudos.

Alumna da FLUP distinguida com o Prémio Maria Cândida da Cunha 2016

Ana Catarina Correiaantiga estudante da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), é a vencedora do Prémio de Investigação para as Ciências Sociais e Humanas – Maria Cândida da Cunha 2016, atribuído pelo Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P. a projetos científicos de excelência nas áreas da deficiência e reabilitação.

Mestre em Sociologia pela FLUP, Ana Catarina Correia foi distinguida precisamente pela sua tese de Mestrado, intitulada «O meu corpo é público? Representações do corpo em contexto de paralisia cerebral». Orientada por Alexandra Lopes, docente do Departamento de Sociologia da FLUP, a tese premiada foi realizada durante o ano letivo 2015/2016.

Enquanto estudante da FLUP, Ana Catarina Correia destacou-se pelos esforços que desenvolveu na promoção do exercício de uma “cidadania sem barreiras” para as pessoas – em especial os estudantes – portadoras de deficiências e incapacidades no seio (mas não só) da Universidade. Em 2015, foi distinguida com o Prémio de Cidadania Ativa da Universidade Porto, na categoria Humanitária / Solidária.

Ela própria uma mulher e cidadã com paralisia cerebral, Ana Catarina coordenou o movimento de (d)Eficientes Indignados do Núcleo do Norte e encabeçou um projeto piloto destinado a promover a vida independente de estudantes com mobilidade reduzida na cidade.

O Prémio de Investigação para as Ciências Sociais e Humanas – Maria Cândida da Cunha 2016  será entregue durante a VII Gala da Inclusão que irá ter lugar no próximo dia 3 de dezembro, pelas 21h00, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, pelas mãos da Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência.

Criado em 1995, no âmbito do Programa CITE-Ciência, Inovação e Tecnologia, o Prémio de Investigação para as Ciências Sociais e Humanas – Maria Cândida da Cunha tem como objetivos estimular e reconhecer os estudantes do ensino superior que se destaquem na produção de conhecimento sobre deficiência e reabilitação, contribuindo deste modo para desenvolvimento da informação, formação e investigação sobre aquelas temáticas . Desde a criação deste galardão, foram entregues 12 prémios e 9 menções honrosas.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

Alumnus da Faculdade de Letras vence prémio de História Medieval

Alumnus da Faculdade de Letras vence prémio de História Medieval

O historiador André Evangelista Marques, antigo estudante da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) e atual investigador do Centro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória» (CITCEM), igualmente sediado na FLUP, é o vencedor da edição deste ano do Prémio A. de Almeida Fernandes / História Medieval, galardão atribuído pelos municípios de Ponte de Lima e de Lamego aos melhores estudos de investigação em História Medieval Portuguesa.

Anunciado no passado dia 22 de outubro, o prémio deste ano distinguiu a obra «Da representação documental à materialidade do espaço. Território da diocese de Braga (sécs. IX-XI)», editada pela Edições Afrontamento e CITCEM. A escolha coube a um júri constituído pelos professores José Augusto de Sottomayor-Pizarro (Universidade do Porto), Hermínia Vasconcelos Vilar (Universidade de Évora), Maria Teresa Nobre Veloso (Universidade de Coimbra) e por Flávia Fernandes, filha de A. de Almeida Fernandes.

Para além do prémio atribuído a André Evangelista Marques, a FLUP somou ainda uma menção honrosa, atribuída à monografia “Rota do Românicoo”, editada em novembro de 2014 pelo Centro de Estudos do Românico e do Território. Coordenada por Lúcia Rosas, professora do Departamento de Ciências e Técnicas do Património da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, a obra premiada contiu ainda com os contributos  dos docentes Nuno Resende e Maria Leonor Botelho, também da FLUP.

Promovido em parceria pelos Municípios de Ponte de Lima e de Lamego, o Prémio A. de Almeida Fernandes pretende contribuir para o reconhecimento de estudos de investigação em História Medieval Portuguesa, homenageando ao mesmo tempo a figura de Armando de Almeida Fernandes (1917-2002), investigador e autor de uma notável obra histórica.

A cerimónia de entrega do Prémio A. de Almeida Fernandes / História Medieval 2016 terá lugar no próximo sábado, dia 26 de novembro, às 17h00, no auditório da Câmara Municipal de Ponte de Lima.

primeiro encontro alumni uporto suiça universidade do porto

Orgulho de ser U.Porto marca primeiro encontro de Alumni na Suíça

A diversidade e o orgulho foram a nota dominante no primeiro encontro dos antigos estudantes da Universidade do Porto (U.Porto) residentes na Suíça, que se realizou no passado dia 30 de janeiro na cidade de Genebra.

Cerca de cinco dezenas de antigos estudantes da U.Porto, vindos não só de Genebra mas também de outras cidades como Zurique, Berna, Basileia e Lausanne, esgotaram a “La Cantine des Commerçants”, o local escolhido para a realização do encontro. “Com muita pena minha, tive de recusar várias inscrições nas vésperas do evento, por falta de espaço”, realçou Ana Filipa Linhas, a Embaixadora ALUMNI da U.Porto em Genebra, deixando a porta aberta para a realização de mais eventos semelhantes num futuro muito próximo.

O encontro contou também com a presença de uma delegação da U.Porto encabeçada pelo Reitor da U.Porto, Sebastião Feyo de Azevedo e pelo Pró-Reitor da U.Porto com o pelouro dos Antigos Estudantes, Carlos Brito. Sebastião Feyo de Azevedo salientou mesmo que este evento “representou um passo muito importante na estratégia de internacionalização e na aproximação aos antigos estudantes da Universidade”.

O Reitor da U.Porto realçou os três eixos fundamentais desta estratégia, que passam pelo “apoio constante à comunidade ALUMNI da U.Porto, ouvir o que esta comunidade tem a dizer à Universidade e promover o relacionamento e o networking da comunidade entre si”.

Este evento, que consistiu num jantar convívio em ambiente informal, ficou marcado não só pela forte participação da comunidade alumni da U.Porto mas também pela sua diversidade, contando com a presença de antigos estudantes de 11 faculdades diferentes: Arquitectura (FAUP), Belas Artes (FBAUP), Ciências (FCUP), Desporto (FADEUP), Direito (FDUP), Economia (FEP), Engenharia (FEUP), Farmácia (FFUP), Letras (FLUP), Medicina (FMUP) e do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS).

Smiley face

Mafalda Tenente, alumna da FEP residente em Zurique (a cerca de 3 horas e meia de distância de Genebra) deslocou-se exclusivamente para este jantar e recordou a “excelência do ensino da U.Porto”, algo que “se reflete quando chegamos ao estrangeiro dando-nos uma bagagem muito sólida para o mundo empresarial”. A gestora de marketing na indústria farmacêutica considera o esforço de “ativar a rede alumni da U.Porto muito importante”.

Também César Carpinteiro, alumnus da FEUP e um dos vários antigos estudantes da U.Porto que são agora colaboradores no CERN, e que estiveram presentes neste evento, recordou as excelentes “condições que a Universidade proporcionou para conhecer o mundo”. Já Sérgio Coelho, também alumnus da FEUP  e atual quadro de uma farmacêutica suíça, manifestou inclusivamente a vontade de ajudar a sua alma mater na promoção de estágios na sua empresa.

Mas a comunidade ALUMNI da U.Porto é também é uma história de famílias. Exemplo disso mesmo são Tony Gomes e Marta Perez, casados, e ambos antigos estudantes da FCUP e que, juntamente com o filho de 4 anos, marcaram presença neste encontro. A vontade de regressar à Universidade para voltar a estudar foi uma nota dominante, “nem que seja uma pós-graduação”, salienta Tony Gomes.

Este evento inseriu-se no programa Embaixadores U.Porto ALUMNI coordenado pelo Pró-Reitor para os Antigos Estudantes. Nas palavras de Carlos Brito, “esta iniciativa de desenvolvimento do programa de Embaixadores U.Porto ALUMNI, devidamente articulada com as várias Faculdades, é mais um dos fortes contributos para a implementação de uma nova política de gestão de relações com os antigos estudantes da U.Porto”. Nesse âmbito, Carlos Brito recorda também o desenvolvimento, em curso, de “um projeto tecnológico integrado de modernização digital da rede ALUMNI da U.Porto”. Projeto este que se estrutura através do novo Portal ALUMNI U.Porto, através de um sistema de Costumer Relationship Management (que irá profissionalizar e modernizar a base de dados dos antigos estudantes da U.Porto, que conta, atualmente, com cerca de 90.000 contactos de antigos estudantes registados) e ainda uma forte aposta na presença da U.Porto na plataforma de rede social Linkedin.

De referir que esta rede social desempenhou mesmo um papel fundamental na mobilização dos antigos estudantes da U.Porto, localizados na Suíça, através do grupo “U.Porto ALUMNI na Suíça”.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

Veja também:
Galeria de Fotos | Reportagem Vídeo | Reação no Facebook | Reação no Facebook II

https://alumni.up.pt/news/orgulho-de-ser-u-porto-marca-primeiro-encontro-de-alumni-na-suica/

Alumni da U.Porto vencem o Festival de Cinema Mostrarte

Alumni da U.Porto vencem o Festival de Cinema Mostrarte

O documentário “Terra Mãe”, realizado por Ricardo Couto, antigo estudante do curso de Ciências da Comunicação da Universidade do Porto, foi o grande vencedor da primeira edição do Mostrarte, Mostra Académica de Artes e Imagem, ao arrebatar três dos prémios a concurso num festival que reuniu no Porto o melhor do cinema académico a nível nacional.

Para além do Grande Prémio atribuído pelo júri do Mostrarte, o filme arrecadou também o prémio de Melhor Documentário e o prémio do Público.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

Câmara do Porto distingue ALUMNI da U.Porto

Câmara do Porto distingue ALUMNI da U.Porto

A Câmara Municipal do Porto (CMP) distinguiu, no dia 9  de julho, oito figuras ligadas à Universidade do Porto com a Medalha Municipal de Mérito – Grau Ouro, numa cerimónia realizada nos jardins do Palácio de Cristal e que juntou os 27 homenageados com a edição 2015 das medalhas da cidade.

Entre as personalidades distinguidas destaca-se o nome de Adélio Mendes, professor catedrático e investigador do Departamento de Engenharia Química da Faculdade de Engenharia (FEUP), onde se tem notabilizado ao nível do desenvolvimento de tecnologias inovadoras de produção de energia elétrica.  Distinguido em 2012 com uma Advanced Research Grant no valor de 2 milhões de euros atribuída pelo European Research Council (ERC), Adélio Mendes foi um dos principais impulsionadores de duas tecnologias fotovoltaicas que permitem a conversão direta da luz solar em energia elétrica de forma renovável e sustentável, cuja propriedade intelectual foi vendida recentemente por 5 milhões de euros.

Este ano a autarquia decidiu também homenagear cinco antigos estudantes da U.Porto. São eles: a nutricionista Alexandra Bento, fundadora e Bastonária da Ordem dos Nutricionistas e antiga estudante da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação (FCNAUP); o médico psiquiatra Júlio Machado Vaz, especialista nas áreas da toxicodependência e da sexualidade e antigo estudante da Faculdade de Medicina (FMUP); o médico dentista Orlando Monteiro Silva, Bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas e antigo estudante da Faculdade de Medicina Dentária (FMDUP); a banqueira Maria Cândida Rocha e Silva, Presidente do Banco Carregosa, e a jornalista Nassalete Miranda, fundadora e dirigente do jornal cultural “As Artes entre as Letras”, ambas licenciadas em Filologia Germânica pela Faculdade de Letras (FLUP).

A lista de medalhados inclui ainda os nomes do arquiteto João Carlos Martins Lopes dos Santos, responsável pelo projeto de recuperação e reabilitação da Igreja e Torre dos Clérigos e doutorando em Arquitetura na Faculdade de Arquitetura (FAUP), e de Maria Amélia Cupertino de Miranda Almeida, presidente do Conselho de Administração da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda que, até junho passado, integrou o Conselho de Curadores da Universidade do Porto.

Para além das medalhas de ouro, a cerimónia ficou marcada pela entrega da Medalha de Honra da Cidade – a mais alta condecoração do conjunto de medalhas atribuídas anualmente pela CMP – , galardão que, em 2013, foi atribuído à Universidade do Porto. Este ano, os distinguidos foram o Bispo Emérito de Setúbal, D. Manuel Martins, o advogado Miguel Veiga e o Instituto Politécnico do Porto.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto