Arquivo de etiquetas: FEUP

António Segadães com o seu livro “Análise Matricial de Estruturas”(foto: D.R.)

António Segadães vence Prémio Carreira FEUP 2019

Centro Cultural de Belém, Teatro Camões, Recinto da Expo’98, Vasco da Gama Shopping, Algarve Shopping, Vilamoura Marina Hotel… Certamente conhecerá pelo menos um destes edifícios. Mas se calhar não sabe que todos eles possuem um traço em comum: têm a mão de António Segadães Madeira Tavares, vencedor da 2.ª edição do Prémio Carreira da FEUP. O galardão é entregue anualmente e tem por objetivo reconhecer a excelência do percurso dos diplomados da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Um perfil notável e multifacetado com grandes contributos para a sociedade na área da Engenharia. Assim se pode resumir o trabalho de António Segadães Madeira Tavares. Nascido a 3 de dezembro 1944, em Luau (Angola), licenciou-se em Engenharia Civil na FEUP e desenvolveu um percurso notável na área dos projetos, edifícios de serviço, estruturas especiais e ainda da recuperação de edifícios.

Em 1969, integrou o Laboratório Nacional de Engenharia Civil para iniciar a sua carreira profissional. Desde então, tem participado em inúmeros trabalhos e projetos de referência a nacional e internacional. No domínio das estruturas especiais, destacam-se os projetos de Ampliação da Pista do Aeroporto do Funchal, a Cobertura da Praça Cerimonial anexa ao Pavilhão de Portugal, no recinto da Expo`98, ou ainda o projeto de Reforço e Consolidação do Túnel Ferroviário do Rossio e Galerias de Emergência.

Na área dos Edifícios de Serviços, concebeu obras como o Centro Cultural de Belém, o Pavilhão de Portugal, a Praça Cerimonial e o Teatro Camões, estes últimos edificados para a Expo 98, para além de diversos edifícios comerciais como o “Vasco da Gama Shopping”, o “Algarve Shopping”, ou ainda o Vilamoura Marina Hotel e o Hotel Meridien. António Segadães tem obra construída ao nível dos edifícios para o Ensino Superior, de que são exemplos a Escola Superior de Teatro e Cinema, na Amadora, a Faculdade de Medicina Veterinária, em Lisboa, o Complexo da Escola Superior Agrária de Santarém e a Academia da Força Aérea, em Sintra.

Finalmente, na área da Recuperação de Edifícios Antigos, destacam-se diversos trabalhos na Reconstrução da Zona Sinistrada do Chiado, o Edifício do Banco de Portugal, em Évora; o Edifício Sede do Montepio Geral, em Lisboa e a participação na adaptação a pousada do Mosteiro de Flor da Rosa no Crato.

Foi, sucessivamente, Diretor do Departamento de Estudos e Projetos da construtora Teixeira Duarte, Diretor Técnico da TRIEDE e é atualmente diretor e responsável principal da STA – Segadães Tavares & Associados, Engenheiros e Arquitetos Consultores, Lda. António Segadães Tavares desenvolveu também uma sólida experiência na área da consultoria – em particular na área dos Projetos de Estruturas -, e conquistou vários clientes em Portugal e além-fronteiras.

Entre a engenharia, o ensino e a investigação

O antigo estudante da Faculdade de Engenharia foi conciliando a atividade no mundo empresarial com uma participação na carreira de docente, tendo tido a oportunidade de lecionar no Instituto Superior Técnico, na Faculdade de Engenharia da Universidade de Luanda e no Laboratório Nacional de Engenharia Civil. Foi ainda Professor Catedrático (convidado) do Departamento de Engenharia Civil da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

Autor do livro “Análise Matricial de Estruturas”, editado em 1972 pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil, possui dezenas de trabalhos editados em publicações especializadas e apresentados em congressos e conferências nacionais e internacionais. É membro sénior da Ordem dos Engenheiros (especialista em estruturas), e membro da Federação Internacional do Betão, do American Concrete Institute, da International Society for Soil Mechanics and Foundation Engineering e da Sociedade Portuguesa de Geotecnia.

Doutor Honoris Causa pela Universidade Nova de Lisboa (2012), António Segadães tem sido granjeado com diversos prémios e distinções, destacando-se o “Nobel de Engenharia de Estruturas” (“Outstanding Structure Award”), atribuído pela International Association for Bridge and Structural Engineering pelo projeto de ampliação da pista do aeroporto da Madeira (2004). De realçar ainda as Medalhas da República Portuguesa “Ordem de Ordem do Infante D. Henrique” (2006) e “Ordem de Mérito” (2000), a “Medalha de Ouro” da Ordem dos Engenheiros (2011), e ainda o “Prémio SECIL” de Engenharia Civil (2001).

O Prémio Carreira da FEUP 2019 será entregue na Conferment Ceremony, iniciativa que decorrerá no dia 19 de março, na Faculdade de Engenharia.

Mais informaçõeaqui.

Sobre o Prémio Carreira FEUP

Atribuído anualmente, este galardão destina-se a diplomados da Faculdade de Engenharia que se tenham distinguido ao longo da sua carreira, que constituam uma referência profissional para os seus pares e para a comunidade, e que tenham contribuído para a consolidação da imagem da FEUP enquanto escola de referência na área da Engenharia.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

Eunice Muñoz juntou-se à comunidade FEUP para dar voz a Jorge de Sena

No ano em que se assinalaram os 100 anos do nascimento do poeta e escritor Jorge de Sena, a Biblioteca da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) preparou uma Maratona Literária, desafiando toda a comunidade da faculdade a dar voz na leitura coletiva de uma das obras mais emblemáticas do “Escritor da Casa”, formado em Engenharia Civil pela FEUP.

A obra escolhida foi “O Físico Prodiogioso”, uma novela escrita por Jorge de Sena em 1964. Do conjunto de personalidades que aderiram a este desafio literário, o destaque vai para a participação de Isabel de Sena, filha do homenageado, e da atriz Eunice Muñoz, sua amiga pessoal.“Excerto 20”Maratona Literária Jorge de SenaEUNICE MUÑOZReprodutor de áudio00:0000:00Use as setas cima/baixo para aumentar ou diminuir o volume.

“Muitas pessoas de todo o mundo disponibilizaram-se para contribuir com as suas leituras, dando um colorido especial ao mosaico de vozes que se está a construir. Participam estudantes, técnicos, professores, investigadores (atualmente na FEUP ou que por cá passaram)”, admite Luís Miguel Costa, responsável pela Biblioteca da Faculdade de Engenharia. “Foi um sucesso (…) demonstrando que também a cultura constrói esta Casa!”.

Masterizados com o apoio da Engenharia Rádio, os registos áudio já se encontram disponíveis para audição pública. Da compilação destes registos resultará ainda a publicação de um áudio livro, que será posteriormente cedido à Biblioteca Sonora Digital da Biblioteca Pública Municipal do Porto.

Mais informações aqui.

Sobre Jorge de Sena

Natural de Lisboa, onde nasceu a 2 de novembro de 1919, Jorge de Sena veio para o Porto em 1940, aí concluindo o curso de Engenharia Civil da FEUP, sete anos mais tarde. Em 1947, inicia a carreira de engenheiro, que duraria 14 anos, com passagens pela Câmara Municipal de Lisboa, Direção-Geral dos Serviços de Urbanização e Junta Autónoma das Estradas (JAE), até ao seu exílio para o Brasil, em 1959.

Em 1942, Sena publica o seu primeiro livro de poemas, Perseguição, com a qual inicia o percurso que o levaria a ser considerado uma figura maior da cultura portuguesa do século XX. Nas décadas seguintes, produziu uma extensa e variada obra, constituída por cerca de vinte antologias de poesia, uma tragédia em verso, dez peças em um ato, mais de trinta contos, uma novela, um romance, aproximadamente quarenta volumes de crítica e ensaio – sobre Camões, Fernando Pessoa, história e teoria da literatura inglesa, teatro, cinema, artes – e traduções de poesia, de ficção, de teatro e de ensaio.

Jorge de Sena concluiu o curso de Engenharia Civil na FEUP, em 1947. (Foto: DR)

Jorge de Sena foi também conferencista, crítico de teatro e de literatura, comentador de cinema, diretor de publicações como os Cadernos de Poesia, coordenador editorial na revista Mundo Literário, consultor literário na edição dos “Livros do Brasil” e na editora brasileira Agir, co-fundador do grupo de Teatro “Os Companheiros do Páteo das Comédias” (1948), colaborador de António Pedro no programa de rádio Romance Policial, do Rádio Clube Português, e adaptador de contos.

Morreu a 4 de Junho de 1978, aos 68 anos, em Santa Barbara, na Califórnia (EUA).

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

Antigo estudante da FEUP vence Prémio APREN 2019

António Fariaantigo estudante da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e atual investigador do INESC TEC, é o vencedor do Prémio APREN 2019, galardão atribuído anualmente pela Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN) às melhores dissertações académicas realizadas em Portugal, no domínio da eletricidade de origem renovável.

O prémio, no valor de 1500 euros, distinguiu a tese “A Chance-Constrained Approach for Electric Vehicle Aggregator Participation in the Reserve Market”, desenvolvida por António Faria no âmbito do Mestrado Integrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores da FEUP.

Realizado sob orientação de Manuel Matos, investigador do INESC TEC e docente na FEUP, e coorientação de Tiago Soares e Tiago Sousa (Technical University of Denmark – DTU), o trabalho premiado debruçou-se sobre a iminente penetração de veículos elétricos (EVs) e em especial sobre formas de estes elementos serem aproveitados para auxiliar o sistema elétrico de energia.

“A tese propõe um novo modelo de otimização para resolver o problema que o agregador de EVs suscita para fornecer reserva, uma vez que há incerteza e risco associados. Assim, são aplicados os métodos Big-M e McCormick de modo a analisar o risco que o agregador submete em mercado, sendo que o modelo é validado e testado para diferentes números de cenários e níveis de risco”, explica António Faria.

Uma menção honrosa

A edição deste ano dos Prémios APREN atribuiu ainda uma menção honrosa a Ricardo Emanuel Silva, também ele alumnus da FEUP e investigador do INESC TEC.

Orientada por Ricardo Bessa, investigador do INESC TEC, a tese – intitulada “Artificial Intelligence Techniques Applied for the Predictive Control of Stationary Storage” – de Ricardo Silva procurou desenvolver um estudo comparativo entre agentes de inteligência artificial direcionados a otimizar o agendamento de ciclos de carga e descarga de baterias, no contexto de uma residência dotada de produção renovável (fotovoltaica neste caso).

“Como objetivos de otimização explorou-se o auto-consumo e arbitragem de preços. O uso da machine learning, em especial de reinforcement learning prendeu-se com a dificuldade que existe em modelizar uma bateria (neste caso de lítio) de forma realista, algo dificilmente endereçável por solvers de otimização clássicos não lineares. Nos vários agentes treinados concluiu-se a sua capacidade de endereçar o problema, sobretudo quando direcionados à maximização do autoconsumo”, explica o investigador.

Este é a quarta vez- em cinco edições do galardão – que o Prémio APREN é atribuído a antigos estudantes da FEUP / investigadores do INESC TEC. O mesmo já tinha acontecido nas edições de 20152016 e 2017.

Os resultados do Prémio APREN 2019 foram anunciados durante o Portugal Renewable Summit 2019, a conferência anual da APREN, que teve lugar em finais de novembro, na Fundação Oriente, em Lisboa.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

Dia Nacional do Engenheiro distingue docentes e alumni da FEUP

A edição 2019 do Dia Nacional do Engenheiro foi mais um momento de homenagem a várias personalidades portuguesas ligadas à Engenharia, incluindo alguns engenheiros com ADN da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).

Tendo decorrido este ano em Évora, a iniciativa da Ordem dos Engenheiros arrancou no dia 22 de novembro com um momento social: um concerto de Gospel pelo Saint Dominic’s Gospel Choir na Capela do Palácio Cadaval.

O dia seguinte ficou reservado para a habitual Sessão Solene, momento em que se homenagearam diversos nomes ligados à Engenharia. A cerimónia arrancou com uma alocução de boas vindas pela Delegada Distrital de Évora e com a intervenção do Presidente do Conselho Diretivo da Região Sul e do Presidente da Câmara Municipal de Évora.

Seguiu-se o momento de proclamação dos novos membros honorários e da atribuição das medalhas de ouro a António Cruz Serra, antigo estudante da FEUP, atual Reitor da Universidade de Lisboa e Membro Conselheiro da Ordem dos Engenheiros; e a Carlos Moedas, Comissário Europeu para a Investigação, Inovação e Ciência e Membro Efetivo da Ordem dos Engenheiros.

Professor Emérito da U.Porto e Coordenador das Relações Alumni da FEUP foi reconhecido como um dos novos Membros Conselheiros da Ordem dos Engeheiros (foto: D.R.)

Ao longo do dia houve ainda oportunidade para reconhecer os novos membros conselheiros da Ordem, entre os quais Raul Moreira Vidal, professor Emérito da U.Porto e Coordenador das Relações Alumni da FEUP e os alumni da Faculdade de Engenharia Filipe José Didelet Pereira e João Fernando Pereira Gomes. Tempo ainda para a entrega de diplomas aos membros que completaram 50 Anos de Inscrição na Ordem dos Engenheiros e aos novos Membros Especialistas e para o tradicional Jantar Oficial do Dia do Engenheiro 2019, no Palácio Cadaval, momento de encontro e convívio entre colegas e familiares.

O terceiro e último dia foi preenchido com duas visitas sociais, com o objetivo de promover a cidade de Évora e seu património histórico e cultural.

Mais informações sobre o Dia Nacional do Engenheiro 2019 disponíveis aqui.

Faculdade de Engenharia homenageia os Novos Mestres

É já um momento marcante e muito esperado pelos estudantes que concluem o Mestrado na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). No próximo dia 23 de novembro, a FEUP vai reunir a sua comunidade, numa cerimónia marcadamente familiar e com um registo de homenagem.

Destinada a todos os estudantes que terminaram o Mestrado no final do ano de 2018 e em 2019, a Comemoração Novos Mestres assume-se como um evento ímpar que pretende ser uma celebração familiar e festiva.

O programa da sessão inclui a entrega de Prémios de Mérito aos estudantes que mais se destacaram ao longo do curso, concedidos por empresas e outras entidades parceiras da FEUP. Destaque ainda para um momento musical surpresa, a atuação da Tuna Feminina da FEUP (TUNAFE) e o tradicional Porto d’Honra.

A participação no evento está sujeita a inscrição prévia.

Mais informações (programa, inscrições, etc.) aqui.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

Jorge de Sena

FEUP celebra os 100 anos do nascimento de Jorge de Sena

Em 2019, assinalam-se os 100 anos do nascimento do poeta e escritor Jorge de Sena. E para assinalar o Centenário de um dos seus antigos estudantes mais ilustres, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) preparou uma Maratona Literária, em que desafia todos os membros da faculdade – estudantes, colaboradores, professores e alumni – a dar a voz na leitura coletiva de uma das obras mais emblemáticas do “Escritor da Casa”.

A Maratona Literária Jorge de Sena centra-se então no livro “O Físico Prodigioso”, uma obra de ficção escrita por Jorge de Sena em 1964. “Símbolo da liberdade e do amor”, nas palavras do próprio autor, nesta obra Jorge de Sena afirma-se como escritor plural, criando um ambiente medieval, religioso e mítico, evocando cantigas de amigo e sublimando um texto marcado pelo erotismo, breve marca do humano, punida pela moralidade vigente.

São essas características que se pretende manter na Maratona Literária proposta pela FEUP. Os interessados em participar devem começar por enviar um e-mail para jorgedesena100@fe.up.pt, manifestando o interesse em colaborar na Maratona. A organização enviará posteriormente um excerto da obra a cada participante, que este deverá ler/declamar e gravar em formato mp3.

Os registos áudios que resultem da maratona de leitura serão divulgados nos canais online da FEUP. Da compilação destes registos áudio resultará ainda a publicação de um áudio livro, que será posteriormente cedido à Biblioteca Sonora Digital da Biblioteca Pública Municipal do Porto.

Mais informações aqui.

Sobre Jorge de Sena

Natural de Lisboa, onde nasceu a 2 de novembro de 1919, Jorge de Sena veio para o Porto em 1940, aí concluindo o curso de Engenharia Civil da FEUP, sete anos mais tarde. Em 1947, inicia a carreira de engenheiro, que duraria 14 anos, com passagens pela Câmara Municipal de Lisboa, Direção-Geral dos Serviços de Urbanização e Junta Autónoma das Estradas (JAE), até ao seu exílio para o Brasil, em 1959.

Em 1942, Sena publica o seu primeiro livro de poemas, Perseguição, com a qual inicia o percurso que o levaria a ser considerado uma figura maior da cultura portuguesa do século XX. Nas décadas seguintes, produziu uma extensa e variada obra, constituída por cerca de vinte antologias de poesia, uma tragédia em verso, dez peças em um ato, mais de trinta contos, uma novela, um romance, aproximadamente quarenta volumes de crítica e ensaio – sobre Camões, Fernando Pessoa, história e teoria da literatura inglesa, teatro, cinema, artes – e traduções de poesia, de ficção, de teatro e de ensaio.

Jorge de Sena foi também conferencista, crítico de teatro e de literatura, comentador de cinema, diretor de publicações como os Cadernos de Poesia, coordenador editorial na revista Mundo Literário, consultor literário na edição dos “Livros do Brasil” e na editora brasileira Agir, co-fundador do grupo de Teatro “Os Companheiros do Páteo das Comédias” (1948), colaborador de António Pedro no programa de rádio Romance Policial, do Rádio Clube Português, e adaptador de contos.

Morreu a 4 de Junho de 1978, aos 68 anos, em Santa Barbara, na Califórnia (EUA).

Da memória…

Em 2011, o Clube de Leitura da FEUP celebrou o legado de Jorge de Sena numa ação conjunta com a Biblioteca e o Comissariado Cultural da faculdade. Na ocasião, o antigo professor da FEUP, Joaquim Sarmento (1916-2018) – recordou a vida e a obra de “Jorge de Sena, o escritor da casa”. Recordamos abaixo esse registo:

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

Catarina da Silva Lourenço

Alumna da FEUP vence Fraunhofer Portugal Challenge 2019

Catarina da Silva Lourenço, mestre em Bioengenharia pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), conquistou o 1.º prémio – na categoria de Mestrado – do Fraunhofer Portugal Challenge 2019, iniciativa que premeia, anualmente, as melhores ideias e projetos de investigação desenvolvidos no meio académico nacional.

Intitulada “Deep Learning for EEG Analysis in Epilepsy” (Aplicação do Deep Learning para o diagnóstico da epilepsia), a tese de mestrado da antiga estudante da FEUP propõe um método de deep learning na análise de eletroencefalogramas (EEG), principal técnica utilizada no diagnóstico da epilepsia.

As grandes vantagens da utilização deste tipo de métodos é o facto de não sofrerem enviesamento pelas características a que os clínicos geralmente recorrem para a classificação dos sinais de EEG e de serem capazes de reter informação diretamente a partir de dados. Assim, estes métodos podem ser uma alternativa à inspeção visual e aos métodos tradicionais de machine learning para análise de EEGs.

A tese de mestrado de Catarina foi elaborada sob orientação de Michel van Putten, docente da Universidade de Twente, Holanda – onde a alumna está, atualmente, a desenvolver a sua tese de Doutoramento – e sob co-orientação de Luís Teixeira, docente da FEUP.

Uma década a premiar a excelência

Todas as ideias a concurso na 10.ª edição do Fraunhofer Portugal Challenge foram avaliadas por um júri composto por membros do Fraunhofer AICOS e por um painel de peritos convidados. Entre eles incluem-se João José Pinto Ferreira (docente da FEUP), Clara Gonçalves (Innovation Strategist), Patrick Borg Hedley (Country Manager na Lufthansa), Inês Campos Costa (membro do painel de diretores da Associação Nacional de Jovens Empresários), Filipe Josué Oliveira (Head of Strategic Insight & Foresight na SONAE MC) e Ana Correia (IT Security Specialist and Researcher no CINTESIS e vencedora na categoria de doutoramento da primeira edição do concurso).

Os principais critérios considerados foram o grau de inovação, a exequibilidade técnica e o potencial de mercado dos projetos candidatos.

Os vencedores – nas categorias de Mestrado e Doutoramento – levaram para casa um prémio monetário de 2000 euros.

Desde a sua primeira edição, o concurso organizado pelo Fraunhofer AICOS  já distribuiu mais de 90 00 mil euros em prémios científicos entre estudantes e investigadores portugueses.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

RaquelRodrigues_FEUP

Alumna da FEUP assina melhor tese nacional em Engenharia Biomédica

Raquel Rodrigues, antiga estudante do Programa Doutoral em Engenharia Química e Biológica da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), foi distinguida pela Sociedade Portuguesa de Engenharia Biomédica e pela Fraunhofer AICOS com o prémio de Melhor Tese de Doutoramento Portuguesa em Engenharia Biomédica.

Intitulada “Magnetic carbon nanostructures and study of their transport in microfluidic devices for hyperthermia”, a tese premiada resultou do trabalho desenvolvido por Raquel Rodrigues entre 2014 e 2018, no Laboratório de Processos de Separação e Reacção – Laboratório de Catálise e Materiais (LSRE-LCM) – FEUP e Instituto Politécnico de Bragança (IPB). O trabalho contou com a orientação dos docentes Adrián Silva (LSRE-LCM/FEUP) Hélder Gomes (LSRE-LCM/IPB) e Rui Lima, investigador do CEFT (FEUP) e professor na Universidade do Minho.

Ao longo do doutoramento, que incluiu uma passagem pela prestigiada Universidade de Harvard-MIT – Health Sciences and Technology (Cambridge, MA, EUA), ao abrigo de uma bolsa de investigação Fulbright, Raquel Rodrigues  trabalhou no sentido de procurar novas estratégias de combate ao cancro utilizando nanoestruturas magnéticas de carbono e novos dispositivos microfluídicos avançados.

Raquel Rodrigues tem trabalhado no desenvolvimento de novas estratégias de combate ao cancro (Foto: DR.)

O resumo do trabalho da antiga estudante da Faculdade de Engenharia foi inclusivamente publicado na publicação internacional ‘International Federation for Medical and Biological Engineering (IFMBE)’, editado pela Springer.

O prémio monetário (com um valor simbólico de 1000 euros) e o certificado foram atribuídos durante a 15.ª Edição da MEDICON – Mediterranean Conference on Medical and Biological Engineering and Computing, que decorreu de 26 a 28 de setembro, em Coimbra.

Mais informações disponíveis aqui.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

Alumnus da FEUP recebe o mais prestigiado prémio da Microsoft

Nelson Figueiredo de Pinho, doutorado em Engenharia Industrial e Gestão pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), recebeu no passado dia 19 de julho aquele que é considerado o mais prestigiado prémio da Microsoft – o Platinum Club – Outstanding Achievers.

Atribuído anualmente a um número muito restrito de pessoas, este prémio é atribuído pela Microsoft aos seus colaboradores que consistentemente contribuam para o sucesso da empresa e que sejam líderes influentes com resultados que superem as expectativas. Ao atribuir este galardão, a Microsoft pretende por um lado reforçar a importância dada ao seu capital humano e por outro demonstrar o seu compromisso em reconhecer os melhores.

O galardão é atribuído anualmente apenas aos melhores colaboradores Microsoft a nível mundial  (Foto: DR)

A trabalhar na Microsoft Portugal desde 2017, o alumnus e antigo docente da FEUP  não esconde o orgulho sentido ao receber o galardão, mas não deixa de enfatizar a importância do trabalho da equipa que gere: “Este reconhecimento é o resultado de um trabalho de equipa, e eu tenho a honra de trabalhar na, e com a melhor de todas.”

O galardão foi entregue numa cerimónia especificamente montada para o efeito, que decorreu em Las Vegas, nos Estados Unidos da América.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

Forbes inclui alumnus da U.Porto entre os jovens mais promissores da Europa

Tiago Sá, fundador da Wisecrop, inclui o grupo restrito dos 30 melhores talentos europeus com 30 anos ou menos. A lista 30 under 30 Europe é feita pela revista revista Forbes, que distinguiu o português na categoria de empreendedores sociais.

Tiago Sá é fundador e CEO da Wisecrop, uma das mais de 180 empresas instaladas na UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto. O empreendedor nasceu em Santa Maria da Feira e estudou Engenharia Eletrotécnica e dos Computadores na Faculdade de Engenharia da U.Porto (FEUP), onde foi também professor assistente.

Em 2013, Tiago Sá fundou a Wisecrop, que desenvolve sistemas para aumentar a produtividade dos agricultores, facultando dados em tempo real e gestão remota. A startup já venceu vários prémios ao longo dos últimos anos e tem merecido o destaque dos mais variados órgãos de comunicação social nacionais e internacionais.

Desde 2016 que todos os anos há portugueses distinguidos nesta importante lista da revista Forbes. Além de Tiago Sá, 2019 é também o ano de Ricardo Sequerra, investidor na Cherry Ventures.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto