pesquisar

Maria Cândida Pacheco, professora catedrática jubilada da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) e figura central no estudo da Filosofia Medieval em Portugal, faleceu na madrugada desta sexta-feira, aos 84 anos de idade, vítima de doença prolongada. Natural de Coimbra, onde nasceu a 16 de julho de 1935 , Maria Cândida Pacheco licenciou-se em … Continuar a ler Morreu Maria Cândida Pacheco, Professora Emérita da U.Porto

Alumni U.Porto ,

U.Porto Alumni / Notícias / Morreu Maria Cândida Pacheco, Professora Emérita da U.Porto

Morreu Maria Cândida Pacheco, Professora Emérita da U.Porto

Maria Cândida Pacheco

Maria Cândida Pachecoprofessora catedrática jubilada da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) e figura central no estudo da Filosofia Medieval em Portugal, faleceu na madrugada desta sexta-feira, aos 84 anos de idade, vítima de doença prolongada.

Natural de Coimbra, onde nasceu a 16 de julho de 1935 , Maria Cândida Pacheco licenciou-se em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em 1958. Quatro anos depois, chegava à então recém-criada FLUP para iniciar uma ligação de quase 43 anos, durante a qual se notabilizou tanto ao nível do ensino como da atividade científica.

Recordada por José Meirinhos, atual Presidente do Departamento de Filosofia da FLUP, pelas suas “notáveis qualidades pedagógicas” e “viva capacidade para estimular os seus estudantes”, lecionou um grande número de cadeiras e seminários de licenciatura e de pós-graduação na FLUP. Entre elas destacam-se as ligadas ao domínio da Filosofia Medieval, área na qual se doutorou, em 1974, e onde o seu trabalho é amplamente reconhecido a nível nacional e internacional.

Autora de inúmeros livros e artigos publicados em revistas especializadas, em Portugal e no estrangeiro, Maria Cândida Pacheco chegou a Professora Catedrática da FLUP em 1985, ano em que cria o Mestrado de Filosofia Medieval. Em 1987, funda o Gabinete de Filosofia Medieval (GEM) da Universidade do Porto, que viria a presidir durante quase 20 anos. É na sua presidência que é lançada, em 1992, a revista Mediaevalia, editada nos seus primeiros anos pela Fundação Eng. António de Almeida e publicada, após 2004, pela Faculdade de Letras.

Ao longo da sua carreira universitária, desempenhou igualmente vários cargos na FLUP, incluindo os de membro do Conselho Científico e do Conselho Diretivo, e Presidente do Conselho Pedagógico.Em 1998, é eleita Presidente do Instituto de Filosofia, cargo no qual se manteria até à sua jubilação, em 2005.

Para além da U.Porto

Mas o percurso de Maria Cândida Pacheco não se cingiu às fronteiras da Universidade. Vice-Presidente da Société Internationale pour l’Étude de la Philosophie Médiévale (S.I.E.P.M.) durante vários anos, presidiu à Comissão Nacional para as comemorações do 8º centenário de Santo António de Lisboa, em 1995. Em 2004, promoveu a Assembleia fundadora da Sociedade Portuguesa de Filosofia Medieval, da qual foi a primeira Presidente.

Maria Cândida Pacheco deu a sua Última Lição no dia 15 de julho de 2005, após a qual recebeu a medalha de ouro da FLUP, em reconhecimento dos serviços prestados durante mais de quatro décadas de ligação à faculdade. A sessão coincidiu com o encerramento do Colóquio internacional Itinerários da Razão, organizado pelo Gabinete de Filosofia Medieval em sua homenagem.

“Organizadora incansável, ao longo da sua carreira nunca se acomodou à fatalidade da falta de meios ou de condições para investigar, preferindo criar instituições, fundar ou dinamizar publicações e revistas, organizar reuniões científicas, arquitectar projectos, atrair a colaboração de especialistas nacionais e estrangeiros”, lembra José Meirinhos.

Menos de um ano após a sua jubilação, Maria Cândida Pacheco recebeu o título de Professora Emérita da U.Porto a 23 de Março de 2006, em reconhecimento da carreira universitária e do contributo  para a investigação.

Fonte: Portal de Notícias da U.Porto

contactos

Gabinete ALUMNI U.Porto
Reitoria da U.Porto
Praça Gomes Teixeira
4099-002 Porto, Portugal